sábado, 30 de julho de 2016

Cada um

"Basta lembrar que, às vezes, 
a forma como você pensa 
sobre as pessoas não é 
a maneira como elas realmente são." 

[John Green in Cidades de Papel]

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Sobre amar

Laura Welman insistiu:
– Minha filha… Está mesmo infeliz? O que houve?
– Nada… Absolutamente nada – levantou-se e foi até a janela. Deu meia-volta e falou: – Tia Laura, me diga, com toda a honestidade, acha que o amor chega a ser uma experiência feliz?
A expressão da sra. Welman ficou sombria.
– No sentido que está sugerindo, Elinor, não; é mais provável que não… Gostar apaixonadamente de outra criatura humana sempre causa mais tristeza do que alegria, mas da mesma forma, Elinor, não existiríamos sem essa experiência. Alguém que nunca amou de verdade nunca viveu de verdade…

[Agatha Christie in Cipreste triste]

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Separação

O meu agora vive tão distante do seu que quanto mais eu penso, mais mergulho os olhos na saudade. 
E fico mais longe que perto, mais fora que dentro mas, nunca mais que o tempo que nos separa.

[Priscila Rôde]

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Viva


Para sobreviver, 
tens que contar histórias.  

[Umberto Eco in A Ilha do Dia Antes]

terça-feira, 26 de julho de 2016

Vai na fé

Vovó sempre dizia que a felicidade 
da gente desperta todo tipo de olhar, 
os bons e os ruins. 
Por isso se benze. 
E vai na fé. 

[Cris Carvalho]

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Positividade

"Que tenhamos boas intenções e generosidade. 
E que sejamos alvos e portadores de boas notícias... 
E que elas também nos cheguem." 

 [Marla de Queiroz]
Img: Natalie Portman

domingo, 24 de julho de 2016

Sentimentos puros

Sempre que houver beleza, gentileza e reconhecimento do valor das coisas simples na sua vida, procure a origem dessa experiência dentro de si. Mas não a procure como se estivesse em busca de alguma coisa. Não pode fixá-la e afirmar: agora apanhei-a! Nem tentar agarrá-la mentalmente e defini-la de algum modo. É como o céu limpo, não tem forma. É espaço; é silêncio, é a brandura do Ser e infinitamente mais do que estas palavras, que são apenas indicadores. Quando somos capazes de a sentir diretamente dentro de nós próprios, ela aprofunda-se. Por isso, quando apreciar uma coisa simples - um som, uma paisagem, um toque -, quando ver a beleza, quando sentir uma amabilidade afetuosa em relação a outra pessoa,sinta a imensidão interior que é a fonte e o pano de fundo dessa experiência. 

[Eckhart Tolle]

sábado, 23 de julho de 2016

É preciso ter paciência ...

"Concentre-se. Sinta o fluxo da Força. Nem dentro nem fora, mas como uma parte de tudo que existe. Através da Força, coisas você verá. Através do tempo e do espaço ela avança. Outros lugares. O futuro… o passado. Amigos que há muito se foram. Sempre em movimento o futuro está. Tamanho não importa. Olhe para mim: julgar-me pelo meu tamanho você irá? Bem, não deve. Por que meu aliado é a Força. E um aliado poderoso é. A vida ela cria, e faz crescer. Sua energia nos permeia e nos une. Seres luminosos somos nós... não esta matéria crua. Você deve sentir a Força ao redor. Aqui, entre você... eu... a árvore... a pedra... em todos os lugares! Em balanço está a Força. A Escuridão e a Luz. Sem um, não há o outro. O Lado Negro tentador é. Rápido, fácil no início, mas uma armadilha é o Lado Negro. Mau, corrupto. Uma vez que se começa no Lado Negro, para sempre dominará seu destino. Para o caminho da Luz, paciência você precisa. Controle. Paz e harmonia ele é".

[Mestre Yoda]

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Autenticidade

Uma pessoa só pode ser feliz se for autêntica. É algo de irremediável, pois é assim que as coisas funcionam na vida. Uma pessoa apenas pode ser feliz se for ela própria, mas é muito difícil descobrir quem realmente é, pois há uma grande confusão em torno disso, e também muita deformação. A sociedade incrustou-se de tal forma profundamente dentro de cada indivíduo, que acabou por tornar o lugar da sua consciência.
Os seus pais podem já ter morrido, bem como os seus professores, e mesmo que continuem vivos já deixaram de interferir diretamente na sua vida. No entanto, tudo o que lhe ensinaram continua a sussurrar subtilmente dentro de si, tomando o lugar da sua consciência direta. 

[Osho]

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Erótica naturalidade

"Erótica é a alma que se diverte, que se perdoa, 
que ri de si mesma e faz as  pazes com sua história. 
Que usa a espontaneidade para ser sensual, 
que se despe de preconceitos, intolerâncias, desafetos." 

[Adélia Prado]

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Liberte-se do apego

"Não estamos presos à roda da vida. Nós é que a agarramos com força, com as duas mãos. Há uma história que sempre se conta sobre uma forma particular de aprisionar macacos na Índia. Toma-se um coco com um pequeno buraco. Por esse buraco, com tamanho suficiente para passar apenas a mão do macaco, coloca-se um pedaço de doce de coco. O macaco se aproxima, sente o cheiro do doce, coloca a mão no buraco e agarra o doce. Ele fecha a mão para agarrar o doce. e dessa forma não consegue mais tirar a mão do coco. E então o caçador consegue pegá-lo. Nada prende o macaco ali. Tudo o que ele precisava fazer era abrir a mão e estaria livre para fugir. Ele fica ali preso apenas por desejo e apego, que não o permitem seguir. É dessa forma que a nossa mente funciona. O problema não é o doce de coco. O problema é que não conseguimos soltá-lo. Vocês entendem? O problema não é o que temos ou o que não temos, mas o quanto nos agarramos às coisas." 

[Tenzin Palmo]
Img: Emma Watson

terça-feira, 19 de julho de 2016

"Deus tem sido muito bom comigo. Vezenquando, ele me sorri, brinca de acender céu e me fazer ouvir estrelas. Longe daquele Deus que eu tanto temi quando criança. Longe daquele Deus rancoroso que nos mostra o antigo testamento. 

Deus tem apaziguado meu caminho. Tem colocado mais flores que pedras. Tenho pensado, nos últimos dias, em como Deus escolhe a dedo as pessoas que coloca perto da gente. E que, sem essas pessoas, as coisas seriam outras e a sorte, pequena.Tenho pensando, nos últimos dias, em como ele coloca uma luz, quando tudo parece não fazer sentido. 

Tenho aprendido muito. Tenho me enchido de luz. Tenho agradecido também, pelas coisas que alcancei, pelas mudas de sol postas no caminho, pelas gentes luzeiras e sorrisos bonitos. Tenho agradecido também pelas coisas feias que me atravancaram o caminho, mas que me tornaram mais forte e pronta pra enfrentar a vida. Tenho agradecido pelas ciladas do tempo, que só têm aumentado a minha fé e meu 'olhar com amor' para o mundo. E, do meu jeito, tento retribuir da forma mais simples que sei: transbordando amor. Amor nas palavras, amor nos sorrisos, amor em tudo que eu faço, amor em tudo que eu vejo. Porque Amar, como diria a Dona Ana Bonita, já é uma forma de prece. . Então, eu amo!"

[Cris Carvalho]

segunda-feira, 18 de julho de 2016

"Somos condutores de energia. Se desejamos o bem, o bem vem. Se espalhamos amor, o amor fica. Se sorrimos, sorrisos recebemos. Pode demorar. Pode não ser sempre. Mas se tem uma coisa que a vida faz é ser grata, desde que sejamos com ela. Se tem uma coisa que o universo faz é ser justo, desde que sejamos com nosso próximo.As coisas acontecem. A bondade existe. O amor vence. E toda positividade precisa circular. Espalhe."

[Ana Nunes]

domingo, 17 de julho de 2016

A vida segue. Ser humano é aceitar que a decepção faz parte da vida. A esperança, como boa guerreira, consiste em não saber ao certo se o outro quis de fato magoar você ou se foi tudo sem querer. Tomara que ele descubra. Tomara que, enfim, as coisas possam voltar a ser o que eram. Talvez um pouco arranhadas ou até coladas com algo que grude e não mais solte. Tomara que, ainda que seja uma costura paraguaia, um abraço ainda possa ser dado.

[Carissa Correa]

sábado, 16 de julho de 2016

Saber cair

— Harry, de todos os seus ensinamentos, se tivesse que escolher apenas um, qual seria?

— Devolvo a pergunta.

— Para mim, seria a importância de saber cair.

— Concordo plenamente. A vida é uma longa queda, Marcus. O mais importante é saber cair.

[Joël Dicker  in A verdade sobre o caso Harry Quebert]

sexta-feira, 15 de julho de 2016

De nada vale ao homem a pura compreensão de todas as coisas
Se ele tem algemas que o impedem de levantar os braços para o alto
De nada valem ao homem os bons sentimentos se ele descansa nos sentimentos maus.

 [Vinicius de Moraes in Antologia Poética]

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Importa mesmo é que ninguém é obrigado a concordar com nada. Aliás, discordar e divergir não é só um direito de cada um. Quase sempre é um dever! Eu posso e devo discordar de quem faz algo que me ofende ou agride. Aceitar, jamais. Nem em nome da boa convivência! Se eu não aceito, eu me manifesto. E aí é que está: pessoas também são diferentes em seu jeito de se posicionar contra o outro. Tem gente que xinga, que briga, que bate, gente que tenta conversar, explicar, mudar a opinião e o jeito de ser alheios. E tem gente que dá as costas e vai embora. Deixa o outro ser quem ele é e pronto. São os meus favoritos.

A vida é um sopro. Pra que jogar tempo no lixo? Escolho outras pessoas com quem estar ou sigo em frente só. Agora, tentar mudar o outro, transformar as visões e atitudes arraigadas em seu jeito de ser, “corrigir” à força o que achamos errado, aí já é um pouco demais. Tiro n’água, murro em ponta de faca, peteleco na própria orelha. Perda de tempo.

Afinal, o outro não é obrigado a pensar como eu. A sentir como eu sinto. A fazer o que eu faço. Se assim fosse, ele seria eu. E não o outro.

“Ouvir” o outro não significa necessariamente “concordar” com ele. O fato de eu discordar de alguém não quer dizer que eu me recusei a escutá-lo. Eu ouvi e não concordei, ué.

Deixemos o outro ser quem ele é: o outro. Se ele não me agrada ou me faz mal, passo de lado e sigo em frente. Para longe, para bem longe.


[André J. Gomes in Deixe o outro ser ele mesmo. Se lhe faz mal, afaste-se, ué - Ler mais: http://www.contioutra.com/deixe-o-outro-ser-ele-mesmo-se-lhe-faz-mal-afaste-se-ue/#ixzz4EOI7XlZw]

Somos prisioneiros dos nossos medos e segredos, 
muitas vezes quando abrimos o coração 
e conectamos a nossa mente com o universo 
as portas dos mistérios internos nos deixam mais leves. 
A leveza nos liberta, somente assim a alma pode voar. 

[Denise Portes]
Img:  Shailene Woodley

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Injustiça

— Não confie na frase de sua avó, de sua mãe, de sua irmã de que um dia encontrará um homem que você merece.

Não existe justiça no amor.
O amor não é censo, não é matemática, não é senso de medida, não é socialismo.
É o mais completo desequilíbrio. Ama-se logo quem a gente odiava, quem a gente provocava, quem a gente debochava. Exatamente o nosso avesso, o nosso contrário, a nossa negação.
O amor não é democrático, não é optar e gostar, não é promoção, não é prêmio de bom comportamento.
O melhor para você é o pior. Aquele que você escolhe infelizmente não tem química, não dura nem uma hora. O pior para você é o melhor. Aquele de quem você procura distância é que se aproxima e não larga sua boca.
Amor é engolir de volta os conselhos dados às amigas.
É viver em crise: ou por não merecer a companhia ou por não se merecer.
Amor é ironia. Largará tudo — profissão, cidade, família — e não será suficiente. Aceitará tudo — filhos problemáticos, horários quebrados, ex histérica — e não será suficiente.
Não se apaixonará pela pessoa ideal, mas por aquela que não conseguirá se separar. A convivência é apenas o fracasso da despedida. O beijo é apenas a incompetência do aceno.
Amar talvez seja surdez, um dos dois não foi embora, só isso; ele não ouviu o fora e ficou parado, besta, ouvindo seus olhos.
Amor é contravenção. Buscará um terrorista somente para você. Pedirá exclusividade, vida secreta, pacto de sangue, esconderijo no quarto. Apagará o mundo dele, terá inveja de suas velhas amizades, de suas novas amizades, cerceará o sujeito com perguntas, ameaçará o sujeito com gentilezas, reclamará por mais espaço quando ele já loteou o invisível.
Ninguém que ama percebe que exige demais; afirmará que ainda é pouco, afirmará que a cobrança é necessária. Deseja-se desculpa a qualquer momento, perdão a qualquer ruído.
Amar não tem igualdade, é populismo, é assistencialismo, é querer ser beneficiado acima de todos, é ser corrompido pela predileção, corroído pelo favoritismo. É não fazer outra coisa senão esperar algum mimo, algum abraço, algum sentido.
Amor não tem saída: reclama-se da rotina ou quando ele está diferente. É censura (Por que você falou aquilo?), é ditadura (Você não devia ter feito aquilo!). É discutir a noite inteira para corrigir uma palavra áspera, discutir metade da manhã até estacionar o silêncio.
Amor é uma injustiça, minha filha. Uma monstruosidade.
Você mentirá várias vezes que nunca amará ele de novo e sempre amará, absolutamente porque não tem nenhum controle sobre o amor


[Fabrício Carpinejar]

terça-feira, 12 de julho de 2016

Hoje é sobre se desdobrar. A gente vai estando e se virando e se desdobrando nessa dança de loucura lúcida, amor amargo, sorte cheia de tombos, de vida com pequenas mortes... Ahh as pequenas mortes, pra viver tem que nascer todo dia. Nascer é redescobrir, é se encher de esperança, é estar cheio de energia, é ter interesse pelos outros, é ouvir alguém te contar uma atrocidade que cometeu e antes de qualquer coisa dizer “mas calma, me explica desde o começo". As expectativas só querem pouso, basta encontrar um. Isso faz A minha vida mudar a cada dia. Nem me preocupo mais quando dói, mergulho na dor e nado de braçada. Nado abraçada. Eu abraço a minha dor. Porque sei que passa então o negócio é aproveitar e extrair poesia dali. Dor bem vivida vira poesia. Nesse caso virou prosa. Os abismos que me circundam tem dias que estão menores. São um alívio esses dias! Mas não há como viver sem os outros. Os outros dias e as outras pessoas. Não posso ficar cantarolando por ai a vida. A vida inteira. A minha vida inteira. Os meus abismos eles me movem, os meus buracos me lançam pra onde preciso ir. Para quantos encontros já fui lançada por eles. Um obrigada especial aos meus abismos! 

[Júlia Portes]
Img: Shay Mitchell

segunda-feira, 11 de julho de 2016

"(...)como é incômodo estar diante de uma pessoa com quem se trocou emoção intensa 
e depois cruzar com ela na rua e dizer apenas: tudo bem?" 

[Martha Medeiros]

domingo, 10 de julho de 2016

O amor pelos livros

"Você já leu um livor até o fim? Realmente até o fim? Capa a capa. 
Fechou-o com aquela sensação de voltar lentamente à realidade?Você suspira fundo e fica ali, sentado com o livro em suas mãos...
(...)
É como se apaixonar por um estranho que você nunca verá novamente.O desejo e a tristeza que sente por um caso de amor que acabou dói, mas  ao mesmo tempo você se sente saciado, cheio pela experiência, a conexão, a variedade que surge após digerir outra alma.Você se sente alimentado, mesmo que  por pouco tempo."

[Lauren Martin in Artigo:  Porque os leitores, cientificamente, são as melhores pessoas para se apaixonar]

sexta-feira, 8 de julho de 2016

Sabedoria

"No meu entender o ser humano tem duas saídas 
para enfrentar o trágico da existência: 
O sonho e o Riso." 

[Ariano Suassuna]

Eu vou mudar o rumo, a vida, desfazer, refazer, transformar acontecer. Nada e ninguém vai fazer com que eu fique de outro jeito, abriu uma cortina que vedava meus olhos e foi preciso descer bem perto dos meus abismos parta descobrir os caminhos de volta.  

[Denise Portes]

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Depois de muita análise, alguns tarja preta, muitos filmes melosos, algumas barras de chocolate, muitas palmadas na autoestima e pequenos momentos de autocrítica, você descobre que não tem nada de errado. Que é uma mulher bonita, legal, inteligente e divertida. Que as pessoas são livres para gostar de quem quiserem. Que um relacionamento às vezes acaba porque tem que acabar. Que ninguém é obrigado a gostar de você só porque você quer. Que freqüentemente a gente gosta é do gostar, e não especificamente daquela pessoa. Que quando for o tal do “pra ser” vai ser. Que não pode depender emocionalmente de ninguém, a não ser de você mesma. E que é preciso, antes de tudo, se gostar. Muito.

[Clarissa Corrêa]

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Aos poucos percebi que só poderia me colocar diante do outro, 
de todos os outros, como eu era.
Quebrada. 
Com toda a integridade das minhas fraturas, 
das quais finalmente fiz um vitral."

[Eliane Brum in Meus Desacontecimentos]

terça-feira, 5 de julho de 2016

Sonhos

Todos nós temos sonhos pouco prováveis. Coisas que sentimos medo até de pensar com receio de ouvir uma reprovação do inconsciente. Tentamos fixar os pés no chão, mas nossa cabeça se julga autossuficiente e prefere viajar sozinha, mesmo sem permissão.
Um absurdo, não?
Não!
Desde quando sonhos têm limites? Quem disse que querer é racional? Não é preciso lógica para algo se materializar em nossa mente. Construímos histórias por conta própria.
Sonhar pode parecer um jeito tolo de ignorar a realidade, mas com certeza é a ação responsável por nos manter sempre em movimento. Sempre em busca do que desejamos.
E além do mais, parado não se chega a lugar algum. Nem em sonho.

[Fernanda GAona]

segunda-feira, 4 de julho de 2016

ainda existem pessoas assim

“O mais admirável nas pessoas é isto, manterem-se de boa-fé mesmo depois de todas as agressões, desamores, desconfianças, desilusões, fomes, adiamentos, perdas e ignorâncias. É muito mais fácil desenvolver uma má vontade do que manter a atitude positiva. É muito mais fácil passar a agredir do que elogiar. Por isso que a agressão é para os fracos. Os verdadeiramente fortes exercem ainda a generosidade".

[Valter Hugo]

São essas mesmas coisas que vão desanimando, cansando e matando aquela velha esperança. São os mesmos erros que andam em círculos, as mesmas faltas que gritam, as mesmas lágrimas que insistem em rolar pelo rosto pelos motivos que você finge esquecer.

[Clarissa Corrêa]
img: Cara Delevingne

"...as pessoas se vão, ou deixam de nos amar, ou  não nos entendem, ou nós não as entendemos...e nós perdemos, erramos, magoamos uns aos outros. E o navio começa a rachar em determinados lugares. E então, quando o navio racha, o final é inevitável.
[...]
Mas ainda há um tempo entre o momento em que as rachaduras começam a se abrir e o momento em que nós nos rompemos por completo. E é nesse intervalo que conseguimos enxergar uns aos outros, porque vemos além de nós mesmos, através de nossas rachaduras, e vemos dentro dos outros através das rachaduras deles."

[John Green in  Cidades de Papel]

Viver é complicado

"Vive a tua vida. Não sejas vivido por ela.
Na verdade, e no erro, no gozo e no mal-estar, sê o teu próprio ser. Só poderás fazer isso sonhando porque a tua vida real, a tua vida humana é aquela que não é tua, mas dos outros. Assim, substituirás o sonho à vida e cuidarás apenas em que sonhes com perfeição. Em todos os teus actos da vida real, desde o de nascer até ao de morrer, tu não ages: és agido; tu não vives: és vivido apenas.
Torna-te para os outros, uma esfinge absurda. Fecha-te, mas sem bater com a porta, na tua torre de marfim. E a tua torre de marfim és tu próprio.
E se alguém te disser que isto é falso e absurdo não o acredites."

[Fernando Pessoa]

;;
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sentimentos Soltos

Template by:
Free Blog Templates