quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Que todos os nossos sonhos passem pelas mãos de Deus.
Que nada tire o encanto da vida e a importância das coisas simples.
Que o nosso coração filtre todos os sentimentos e emoções, e que só fiquem aqueles que nos fazem bem.
Que nada nos limite, pois o vento que sopra as nossas asas se chama "Fé".
A nossa força vem de Deus, a nossa esperança está em Deus, e a nossa vida está nas mãos de Deus.
[Yla Fernandes]

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Pensar no próximo

"O homem disse que tinha de ir embora — antes queria me ensinar uma coisa muito importante: — Você quer conhecer o segredo de ser um menino feliz para o resto da sua vida? — Quero — respondi. O segredo se resumia em três palavras, que ele pronunciou com intensidade, mãos nos meus ombros e olhos nos meus olhos: — Pense nos outros." 
[Fernando Sabino in o Menino no Espelho]

domingo, 28 de agosto de 2016

Ser mulher

"Eu gosto de ser mulher, de inventar histórias, de sentir saudade e sonhar de amor. Gosto do vento que vem contar mentira e casos que ouviu além. Eu gosto de me sentir frágil e saber ser guerreira, de guardar segredos e pequenos detalhes que somente as mulheres possuem. Eu gosto de esconder minhas lágrimas, quando toda a minha fragilidade vem à tona. Sentir a energia masculina nas mãos do homem que me protege e abre a minha sombrinha de renda creme. Adoro quando ele me aconchega em seus braços, para que eu possa descansar no seu abraço."

[Denise Porte]

sábado, 27 de agosto de 2016

Alegria

é no vão dos acontecimentos
que a poesia transita
tenho um rio dentro do bolso
mas minha felicidade não vem disso
no dentro sou alegre
por ser pequeno demais para tristezas

[Geraldo de Barros]

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Tenho Fé

"Nem todos os dias terá sol, nem todas as pessoas serão amáveis, nem todas as respostas serão "sim" e nem todas as batalhas serão fáceis. Sei que nem sempre as coisas serão como desejo ou espero, mas será como Deus quer e planeja e tenho a certeza de que o que Ele planeja para a minha vida será maior e melhor do que qualquer expectativa."

[Yla Fernandes]

No silêncio da noite

Cheguei à janela e olhei para o céu, um movimento que faço várias vezes até sentir o meu dia concluído e esperar a vinda do novo. Entendi, de repente, porque gosto tanto da noite, desde sempre: pelo silêncio dela. Eu sei que o silêncio pode ser ameaçador. Sei que muitas vezes põe pra tocar, no volume mais alto, músicas que nossos sentimentos cantam e que falam de coisas que a gente nem sempre quer ouvir. Mas o silêncio é também alimento. O silêncio é também descanso.

[Ana Jácomo]
img: Kate  Hudson  em  Quase Famosos

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Como faz com toda gente, a vida já aprontou tantas comigo, já me testou emocionalmente de tantas maneiras, já cansou tanto a minha beleza com suas armadilhas medidoras de fé, que, no fim das contas, ou aqui bem no meio delas, ela me trouxe a graça e a liberdade de experimentar viver com um coração que não é de todo valente, mas que é humano. Coração humano é feito para o afeto, quer a gente consiga viver ou não esse chamado. Coração humano é feito as borboletas, imaginado para espalhar pólen de luz, alegria, bondade, amor, de incontáveis jeitos, nesse imenso jardim, com a vantagem preciosa de geralmente viver muito mais tempo do que elas. Coração humano, por essência, é criador de beleza. É rascunho de Deus pra gente passar a limpo. E quanta dor acontece, meu Deus, porque a gente não passa. Que me desculpem os apáticos: não tenho medo de sentir, eu sinto muito.

[Ana Jácomo]

Notas sobre ela

Ela não é solitária
mas ama profundidade
e nos lugares profundos
não existe muita gente.

[Zack Magiezi]
img: Alicia Vikander

Que se possa sonhar

Que se possa sonhar, isso é que conta, com mãos dadas, suspiros, juras, projetos, abraços no convés à luz da lua cheia, brilhos na costa ao longe. E beijos, muitos. Bem molhados.

[Caio Fernando Abreu in “Pequenas Epifanias]

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

A pior das armas

A mais tremenda das armas, 
Pior que a durindana, 
Atendei, meus bons amigos: 
Se apelida: - a língua humana!

[Fagundes Varela]
img: 
Hugh Laurie in House

domingo, 21 de agosto de 2016

Avoada

A mãe sempre dizia
menina olha onde pisa
mas ela insistia em andar olhando pro céu
morar nas nuvens
sentir respingos de estrela
hoje nem sei
deve ter virado pipa.

[Renata Fagundes]

sábado, 20 de agosto de 2016

Trato

"Fiz um trato
com  a  minha loucura
não trato."

[Zack m]

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Liberdade

Quero ficar só. 
Gosto muito das pessoas, mas às vezes tenho 
essa necessidade voraz de me libertar de todos.

[Lygia Fagundes Telles]

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Singelezas

Redescobriu novos sabores nas palavras: tranquilidade, equilíbrio, alegria, palavras conhecidas que agora eram degustadas, lambuzadas, vividas. Descobriu com tristeza pessoas vazias. Não sabia se existia culpa, apenas identificou uma necessidade urgente de atenção, cuidado, tempo. Pois é, a gente precisa dedicar um pouco mais tempo pra um sorriso, um abraço, um conte comigo. Pessoas ficam amargas porque ficam por muito tempo sem experimentar o doce sabor da palavra gentileza. Só consegue ser gentil quem não espera nada em troca.

[Renata Fagundes]

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

"...o amor é uma coisa tão simples... Veja-o como uma flor que nasce e morre em seguida por que tem que morrer. Nada de querer guardar a flor dentro de um livro, não existe nada mais triste no mundo do que fingir que há vida onde a vida acabou."

[Lygia Fagundes Telles]

Sonhadora

"eu carrego um buquê de esperança 
para essa gente-espinho que me fere
por vontade e não  por descuido
eu imagino um mundo onde as diferenças
resultarão em amor  não em ódio
mesmo que hoje o ódio seja gratuito
e o amor precise de um bom currículo
eu acredito
me chamam de sonhador
e esse é  o único diploma que quero ter
sonhador incorrigível

[zack magiezi]

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Viver apaixonada por uma causa, por um sonho. Desapaixonar-se dos medos. Dos nãos que secam a alegria de viver. Alimentar-se de memórias deliciosas e conversas entre você e suas saudades. Dessas que ninguém pode tirá-las de ti. Apaixonar-se por um sorriso. Por alguém. Por uma ideia louca que você pode ser na vida de alguém. Apaixonar-se por você.Não faz mal se chorar muitas ou algumas vezes. Chorar sempre faz chover, penso assim. E chover, sempre faz nascer. Ta vendo? No fim tudo volta a ser começo. Fica sempre tudo bem, meu bem. Sempre.

Descobrimos com o tempo que as palavras mais comuns são as mais deliciosas de serem ouvidas. Às vezes dificílimas de serem ditas. Descobrimos com o tempo que afinal pouco é muito.


[Vanessa Leonardi]
img: Holland Roden

O sim no amor

O sim no amor é à vista.
O sim no amor deve ser definitivo.
O que irrita são as pessoas hesitantes, claudicantes, indecisas, que racionalizam a emoção e dizem sim apressadamente para ir negando aos poucos.
O sim no amor não pode ser parcial, com intermitentes recuos e progressivas desculpas.
O sim no amor é redondo, esférico, sem arestas.

O sim no amor é como o beijo – não se devolve um beijo.
O que enerva são as pessoas que dizem sim por educação e depois vão desaforando a concordância ao longo da vivência. Dizem sim e se arrependem aos goles, obliquamente, nunca revelando a sua verdadeira intenção, procurando parecer algo que não é, agradando na aparência e discordando na essência.

O sim no amor não é um talvez, não é uma possibilidade, não é uma hipótese confortável entre tantas.
O sim no amor é a renúncia das demais respostas em nome de uma só. Há quem fale sim da boca pra fora, esquecendo que quem escuta é do coração para dentro.
O sim no amor é alcançar a confiança e não pedir coisa alguma em troca, é manter a promessa mesmo na adversidade.

O sim no amor é inegociável, não muda conforme o contexto, não se adapta à carência.
O sim no amor é libertador. Nada teme porque não exige nada.
O sim no amor é a âncora da memória, tudo pode ser levado, menos este sim que fundou a convivência.
O sim, quando declinado, transforma o que foi vivido em falso, contamina o romance com a paranoia.

O sim retirado é tão grave quanto uma mentira, é tão agressivo quanto uma infidelidade, você nunca sabe se a pessoa apenas fingiu somente naquele momento ou sempre.
O sim parcelado devasta a intimidade a dois: será que o romance foi ilusão?
Porque o sim no amor é a união de dois sins, são sins mútuos, é um diálogo, não uma decisão unilateral. O sim é o namoro de duas certezas, o casamento de duas perguntas, não existe sim solitário.

Ao apagar o seu sim você estará assassinando o sim do outro lado. Ao desfalcar o seu sim, você estará subtraindo o sim do outro lado. O outro lado também é você.
Não falsifique o sim, o sim não é volúvel, o sim não é uma opinião, o sim não é um desejo passageiro, o sim não é uma disfarce para pensar com calma, o sim é um destino.
Você não diz sim, você é o próprio sim.

Se você busca contentar com um sim rápido não prevê o quanto perderá o respeito se ele virar mais adiante um não.

Não declare o sim se não acredita. Melhor um não que mude de ideia do que um sim covarde.

[Fabrício Carpinejar in Contra o sim parcelado - Publicado no Jornal O Globo - versão online - Coluna Semanal 11.08.2016]

É que ser feliz não significa que tudo é perfeito. 
Significa que você resolveu dar uma risadinha para o imperfeito. 

[Vanessa Leonardi]
img: Sarah Michelle Gellar

Estou apenas sendo eu mesma

"...A distorção de valores chegou a tal ponto que pessoas discretas são consideradas arrogantes, os modestos são vistos como dissimulados e os que não se rendem a modismos são taxados de esnobes. Ser autêntico virou ofensa pessoal. Ou a criatura faz parte do rebanho, ou é um metido a besta..."

[Martha Medeiros]
Img:  Sarah Jessica Parker e Cris North  in Sex and City  - 2ª temporada

Para atravessar agosto

Para atravessar agosto é preciso antes de mais nada paciência e fé. Paciência para cruzar os dias sem se deixar esmagar por eles, mesmo que nada aconteça de mau; fé para estar seguro, o tempo todo, que chegará setembro.

[Caio Fernando Abreu in Pequenas Epifanias]

Assim iremos, em paz e livres

(...)
E destes gritos que abrangem um mar inteiro numa breve manhã ou numa tarde sem carícias, me desvencilho. Quero saber que você existe, que já esteve em mim e comigo, mas que é tão livre para ser quanto eu sou. E que esteja e seja matéria ou substância etérea sem me machucar com tua existência sólida. 
Não quero que nada sobre você me pese sobre os dias, nem que a saudade me faça acordar com o olhar mais triste que já tive. Quero saber-te pleno e estar feliz por isto, seja lá qual for o motivo. Quero saber-me plena e casada com o amor, mesmo que você já não seja mais o foco.
(...)

[Marla de Queiroz]
img: Keira Knightle

Mata do mesmo jeito

– Todo mundo quer ser amado.
– Vejo que a floração não a deixou mais esperta. Sansa, permita-me partilhar com você um pouco de sabedoria feminina neste dia tão especial. O amor é veneno. Um doce veneno, sim, mas mata do mesmo jeito.
[George R. R. Martin in A Fúria dos Reis]

Noite Bela

Minha’alma, meu coração!
Que noite, que noite bela!
Como é doce a vibração!
E entre os suspiros do vento
Da noite ao mole frescor,
Quero viver um momento,
Morrer contigo de amor!

[Álvares de Azevedo]

Ética e vergonha na cara

Em uma corrida de Cross-country, o queniano Abel Muttai estava a poucos metros da linha de chegada, quando se confundiu com a sinalização, pensando que já havia completado a prova. Logo atrás vinha o espanhol Iván Anaya, que vendo a situação começou a gritar para que o queniano ficasse atento, mas Muttai não entendia o que o colega dizia. O espanhol, então, o empurrou em direção à vitória.

Um jornalista perguntou então a Iván:

– Por que o senhor fez isso?
– Isso o quê?

Ele não havia entendido a pergunta – e o meu sonho é que um dia possamos ter um tipo de vida comunitária em que a pergunta feita pelo jornalista não seja mesmo entendida -, pois não pensou que houvesse outra coisa a ser feita que não aquilo que ele fez.

– Por que o senhor deixou o queniano ganhar?
– Eu não o deixei ganhar, ele ia ganhar.
– Mas o senhor podia ter ganho.
– Mas qual seria o mérito da minha vitória, a honra dessa medalha? Se eu ganhasse desse jeito, o que eu ia falar para a minha mãe?

[Mário Sérgio Cortella em Ética e vergonha na cara]

sábado, 6 de agosto de 2016

Deus brilha em todas as almas

Uma vez, já há um certo tempo, Parminder contou a Barry a história de Bhai Kanhaiya, o herói sique que cuidava das necessidades dos feridos em combate, fossem eles amigos ou inimigos. Quando lhe perguntaram por que ele ajudava a todos indiscriminadamente, Bhai Kanhaiya respondeu que a luz de Deus brilha em todas as almas e que, por isso, ele não podia fazer distinção entre os homens.

A luz de Deus brilha em todas as almas.

[J. K. Rowling in Morte Súbita]

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Joga fora

"Desabotoa essa raiva, rasga essa angústia, berra tua indignação. Mas preserve seu coração deste veneno. Não intoxique seu sorriso com essa dor. Chore as lágrimas mais honestas que estiverem embargando tua voz,enrugando tua face,mas livre-se deste entrave."

[Marla de Queiroz]

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

(IN)Utilidade

A utilidade é uma coisa muito cansativa. Você ter utilidade pra alguém é uma coisa muito cansativa. Está certo, realiza, humanamente falando é interessante você saber fazer as coisas, mas eu acredito que a utilidade é um território muito perigoso. Porque muitas vezes a gente acha que outro gosta da gente, mas não, ele tá é interessado é naquilo que a gente faz por ele.

A velhice é este tempo em que passa a utilidade e aí fica só o seu significado como pessoa. Pois nesse tempo temos a oportunidade de saber quem nos ama de verdade, pois só vai ficar do nosso lado até o fim aquele que, depois da nossa “utilidade”, descobrir o nosso significado.

Se quer saber se uma pessoa te ama de verdade, é só identificar se ela seria capaz de tolerar a sua inutilidade. Quer saber se você ama alguém de verdade? Pergunte a si mesmo: “Quem nesta vida pode ficar ‘inútil’ para mim, sem que eu sinta o desejo de jogá-lo fora?”

Só o amor nos dá condição de cuidar do outro até fim. Feliz aquele que tem, ao final da vida, a graça de ser olhado nos olhos e ouvir a fala que diz: “Você ‘não serve para nada’, mas eu não sei viver sem você.

[Pe. Fábio de Melo in DVD No meu interior tem DEUS]

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Não desistir

Pedro ─ E final feliz com beijo só foi inventado nos romances do século 17. Beijo no final só serve pra tranquilizar todo mundo dando ideia de que os amantes não vão mais enfrentar obstáculos. Mas sem obstáculos o amor acaba, não há mais o que contar, acabou o romance.

Ana ─ Nem beijo, nem morte… Não tem saída?

Pedro ─ Eu acho que a saída é não desistir de procurar saída. Mesmo que ela não exista.

[Romance (filme)]
Img: Wagner Mourae  Letícia Sabatela

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Dificuldades da vida

Na infância, os sonhos são como o cardápio de um restaurante: você escolhe o que quer, e o futuro lhe traz isso numa bandeja de prata. Depois, esses tempos ficam para trás, e a vida toma rumos imprevistos. O garçom vai até a mesa e lhe diz que a cozinha está fechada. 

[Antonio G. Iturbe]
img: Phoebe Tonkin

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

“A alegria daquela liberdade era pouca 
para a desgraça daquela vida” 

[Jorge Amado in Capitães de Areia]

;;
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sentimentos Soltos

Template by:
Free Blog Templates