terça-feira, 31 de agosto de 2010

"Gaste seu amor. Usufrua-o até o fim. Enfrente os bons e os maus momentos, passe por tudo que tiver que passar, não se economize. Sinta todos os sabores que o amor tem, desde o adocicado do início até o amargo do fim, mas não saia da história na metade. Amores precisam dar a volta ao redor de si mesmo, fechando o próprio ciclo. Isso é que libera a gente para ser feliz de novo."

[Martha Medeiros]


Recria tua vida, sempre, sempre.
Remove pedras e planta roseiras e faz doces. 
Recomeça.

[Cora Coralina]

"Você agüentaria conhecer minha verdade? Pois tome. Prove. Sinta. Eu tenho preguiça de quem não comete erros. Tenho profundo sono de quem prefere o morno. Eu gosto do risco. Dos que arriscam. Tenho admiração nata por quem segue o coração. Eu acredito nas pessoas livres. Liberdade de ser. Coragem boa de se mostrar. Dar a cara a tapa! Ser louca, estranha, linda, chata! Eu sou assim. Tenho um milhão de defeitos. Sou volúvel. Tenho uma tpm horrivel. Sou viciada em gente. Adoro ficar sozinha. Mas eu vivo para sentir. Por isso, eu te peço. Me provoque. Me beije a boca. Me desafie. Me tire do sério. Me tire do tédio. Vire meu mundo do avesso! Mas, pelo amor de Deus, me faça sentir... Um beliscãozinho que for, me dê. Eu quero rir até a barriga doer. Chorar e ficar com cara de sapo. Este é o meu alimento: palavras para uma alma com fome. (Meu coração é minha razão. Essa é a lógica que inventei pra mim)."

[Fernanda Mello]


"[...] eu descobri que ser inteira não me dá medo 
porque ser inteira 
já é ser muito corajosa..."

[Tati Bernardi]



"Alguém joga xadrez com minha vida, alguém me borda do avesso, alguém maneja os cordéis. Alguém me inventa e desinventa como quer: Talvez seja esta a minha condição. Alguém dirige o teatro de sombras no qual fui ré sentenciada. Finjo entender de tudo: ando de um lado e outro, faço gestos com a mão, cuspo as sementes do fruto entalado na garganta como um grito: Alguém aí pode me ouvir? Ninguém reage, ninguém tenta aplaudir: nesse reino todos usam disfarces, menos a solidão."

[Lya Luft]


"Meus olhos tem tido um brilho bem mudado ultimamente. – E se têm! - Eles brilham diferente e intensamente a cada dia.Tenho bastante lápis de cor e várias pessoas com bastante deles também com quem pintar juntos. Pra quem quiser pintar um pouco mais de alegria na vida, empresto mais que prontamente os meus, basta me chamar e vou ao seu encontro! Empresto. Mas, por favor, não tentem borrar os meus dias. Eles já estão ótimos pintados da cor que estão...'' 
 [Martha Medeiros]

"Para saber quem somos, basta que se observe o que fizemos da nossa vida. Os fatos revelam tudo, as atitudes confirmam. O que você diz, com todo respeito, é apenas o que você diz." 
[Martha Medeiros]

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

"Eu tenho um milhão de motivos pra fugir de pensar em você, mas em todos esses lugares você vai comigo. Você segura na minha mão na hora de atravessar a rua, você me olha triste quando eu olho para o celular pela milésima vez, você sente orgulho de mim quando eu solto uma gargalhada e você vira o rosto se algum homem vem falar comigo. Você prefere não ver, mas eu vejo você o tempo todo." 

[Tati Bernardi]



Sempre teu corpo 
cumprindo a falta do meu

[Fabricio Carpinejar in As Solas do Sol]


“(...)É preciso decidir, sabendo que qualquer caminho será doloroso e sem segurança sobre o final”


[Rubem Alves in  Se eu pudesse viver minha vida novamente]

domingo, 22 de agosto de 2010

"(...) Só agora eu sinto que as minhas asas eram maiores que as dele, e que ele se contentava com ares baixos: eu queria grandes espaços, amplitudes azuis onde meus olhos pudessem se perder e meu corpo pudesse se espojar sem medo nenhum. (...) "  
[Caio Fernando Abreu]

" Há que ter alguma coragem. Há que ter algum sonho correndo nas veias, e um grão de loucura faiscando na alma".


[Lya Luft]

"Sinto saudades de me perder tentando entender de que tanto você sorria, de que tanto você brilhava, de que tanto você se perdia e se escondia."

[Tati Bernardi]

sábado, 21 de agosto de 2010

"No fim destes dias encontrar você que me sorri, que me abre os braços, que me abençoa e passa a mão na minha cara marcada, na minha cabeça confusa, que me olha no olho e me permite mergulhar no fundo quente da curva do teu ombro. Mergulho no cheiro que não defino, você me embala dentro dos seus braços e você me beija e você me aperta e você me aquieta repetindo que está tudo bem, tudo, tudo bem."

[Caio Fernando Abreu]

Simplesmente posso esperar aqui por você, uma eternidade uma tarde inteira. Simplesmente posso encontrar qualquer distração, ruas da cidade restos de uma feira. Tomo um atalho no lago só pra te perder enquanto olho os aviões. Nada tremeu no ar, não vi nem um sinal.  Simplesmente eu posso esperar. Simplesmente posso esquecer da guerra ou da paz, uma eternidade, uma tarde inteira. Calmamente posso contar as nuvens no céu, rostos na vidraça, flores nessa praça. Desço a consolação só pra coincidir, leio manchetes por aí. Nada tremeu no ar, não vi nem um sinal Mesmo assim eu posso esperar, até deixar um recado na tarde, uma simples saudade que você vai sentir quando sentar-se a mesa. Uma simples certeza, que agora é você quem espera por mim.

Samuel Rosa / Chico Amaral

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Qual é o seu desejo?

"Quando a fantasia encontra a realidade, nunca se sabe o resultado. Às vezes, a realidade é quase igual ao sonho. E às vezes ela excede a todas as expectativas. É preciso coragem para revelar seus desejos secretos. Compartilhá-los é arriscado. Mas às vezes nos faz ficar mais próximos. E às vezes, nos afasta. Talvez o velho ditado seja verdadeiro: Cuidado com o que você deseja... Pois pode simplesmente se tornar realidade!" 

[Men in Trees, Episódio 2.04 - I wood if I could]

 

"Quem pensa por si mesmo é livre
E ser livre é coisa muito séria
Não se pode fechar os olhos
Não se pode olhar pra trás
Sem se aprender alguma coisa pro futuro..."

[Legião Urbana in L'Avventura]

"Tenho uma parte que acredita em finais felizes, em beijo antes dos créditos, enquanto outra acha que só se ama errado. Tenho uma metade que mente, trai, engana. Outra que só conhece a verdade. Uma parte que precisa de calor, carinho, pés com pés. Outra que sobrevive sozinha, metade auto-suficiente."

[Caio Fernando Abreu]

Penso em ti como um desejo interrompido
que se teceu na minha memória.
E sonho-te mais do que te recordo.
Seleciono. Invento-te um nome, um rosto.
Reconstruo. Reconstruo-te.
Peça a peça.
Minuciosamente – real ou irreal,
- Assim te lembro.
.
[Amélia Pais]









"Desistir? 
Eu já pensei seriamente nisso, mas nunca me levei realmente a sério.  É que tem mais chão nos meus olhos  do que cansaço nas minhas pernas, mais esperança nos meus passos   do que tristeza nos meus ombros,  mas estrada no meu coração do que medo na minha cabeça." 
[Cora Coralina]

quarta-feira, 11 de agosto de 2010


Desejo que a sua vida inteira seja abençoada, cada pequenino trecho dela, em toda a sua extensão. Que cada bênção abrace também as pessoas que ama e seja tão vasta que leve abraço a outros tantos seres, sobretudo àqueles que mais sofrem, seja lá por que sofrem. Desejo que os nós que apertam o seu coração sejam gentilmente desatados e que os sentimentos que os formaram se transformem na abertura capaz de criar belos laços de afeto. Desejo que o seu melhor sorriso, esse aí tão lindo, aconteça incontáveis vezes pelo caminho. Que cada um deles crie mais espaço em você. Que cada um deles cure um pouco mais o que ainda lhe dói. Que cada um deles cante uma luz que, mesmo que ninguém perceba, amacie um bocadinho as durezas do mundo.


Desejo que volte para o seu mar quantas vezes forem necessárias até encontrar o seu tesouro . Que quando encontrá-lo, não seja avarento. Que descubra maneiras para compartilhar a sua felicidade, o jeito mais gostoso para se expandir a riqueza. Desejo que quando os ventos da mudança ventarem mais forte, e sentir medo de ser carregado junto com tudo o que parecerem arrastar, você já conheça o lugar onde nada pode arrastá-lo. Que já saiba maneiras de respirar mais macio, quando as circunstâncias lhe encurtarem o fôlego. Que, com o passar do tempo, a sua alma se torne cada vez mais maleável, mas que seja firme o bastante para nunca desistir de você.

Desejo que tudo o que mais lhe importa floresça. Que cada florescimento seja tão risonho e amoroso que atraia os pássaros com o seu canto, as borboletas com as suas cores, o toque do sol com seu calor mais terno, e a chuva que derrama de nuvens infladas de paz. Desejo que, mais vezes, além de molhar só os pés, você possa entrar na praia da poesia da vida com o coração inteiro e brincar com a ideia que cada onda diz. Que, ao experimentar um caixote ou outro, não se arrependa por ter entrado na água, nem desista de brincar. Todo mundo experimenta um caixote ou outro, às vezes um monte deles, quando se arrisca a viver. O outro jeito é estar morto. O outro jeito é não sentir.

Desejo que não tenha tanta pressa que esqueça de colher estrelas com os olhos nas noites em que o céu vira jardim, e levar para plantar no seu coração as mudas daquelas mais luzentes. Que tenha sabedoria para encontrar descanso e alimento nas coisas mais simples da vida. Que a cada manhã a sua coragem acorde bem juntinho de você, sorria pra você, e o convide para viverem uma história toda nova, apesar do cenário aparentemente costumeiro. Que tenha saúde no corpo, saúde na alma, saúde à beça.

Desejo que encontre maneiras para se fazer feliz no intervalo entre o instante em que cada dia acorda e o instante em que ele se deita pra dormir, porque a verdade é que a gente não sabe se tem outro dia. Que quanto mais passar a sua alma a limpo, mais descubra, mais desnude, mais partilhe, com medo cada vez menor, a beleza que desde sempre você é. Que se sinta livre e louco o bastante pra deixar a sua essência florir.

Não importa quanto tempo passe, não importa onde eu esteja, não importa onde esteja você, abra os olhos pra dentro e ouça: o meu coração estará dizendo esta mesma prece de amor para o seu. Amor incondicional, exatamente como neste instante. Não importa o quanto a gente mude, o quanto a distância aparente nos afastar, isto que sinto por você, eu sei, não muda nunca mais.

[Ana Jácomo]

"Quanto mais eu me aproximo do que seria a minha volta, mais longe eu estou de querer voltar. Quanto mais eu me recupero do que doeu tanto, menos vontade eu tenho de causar dor em alguém. Esse desejo incontrolável de voltar é apenas a vida me dizendo para andar pra frente e não voltar nunca mais."


[Tati Bernardi in Eu nunca mais vou voltar]

"Fico pensando se viver não será sinônimo de perguntar. A gente se debate, busca, segura o fato com duas mãos sedentas e pensa: 'Achei! Achei!', mas ele escorrega, se espatifa em mil pedaços, como um vaso de barro coberto apenas por uma leve camada de louça. A gente fica só, outra vez, e tem que começar do nada, correndo loucamente em busca dos outros vasos que vê. Cada um que surge parece o último. Mas todos são de barro, quebram-se antes que possamos reformular as perguntas. E começamos de novo, mais uma vez, dia após dia, ano após ano. Um dia a gente chega na frente do espelho e descobre: 'Envelheci.' Então a busca termina. As perguntas calam no fundo da garganta, e vem a morte. Que talvez seja a grande resposta. A única."

[Caio Fernando Abreu in Limite Branco]

Dia do estudante

"O saber deve ser como um rio, cujas águas doces, grossas, copiosas,
transbordem do indivíduo, e se espraiem, estancando a sede dos outros.
Sem um fim social, o saber será a maior das futilidades".

(Gilberto Freyre in Discurso de "Adeus ao Colégio", novembro de 1917)

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

"Se eu for adiante nas minhas visões fragmentárias o mundo inteiro terá que se transformar para eu caber nele."   

[Clarice Linspector in A paixão segundo G.H]

"O ímpeto de crescer e viver intensamente é tão forte que não consigo resistir a ele."

[Anaïs Nin in Henry e June]

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

"Ela o amava. Ele a amava também. E ainda, que essa coisa, o amor, fosse complicada demais para compreender e detalhar nas maneiras tortuosas como acontece, naquele momento em que acontecia dentro do sonho, era simples. Boa, fácil, assim era. Ela gostava de estar com ele, ele gostava de estar com ela. Isso era tudo."

[Caio Fernando Abreu in Onde Andará Dulce Veiga?]

;;
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sentimentos Soltos

Template by:
Free Blog Templates