terça-feira, 18 de janeiro de 2011

"Ela é assim um mix de tudo que se possa imaginar dentro de uma grande capacidade de apenas não ser nada em definitivo. Ela é aquilo que não consegue se encaixar em moldes pré-existentes, parece que ninguém nunca foi antes dela. Ela se incomoda com isso, às vezes, muito. Ela é cheia de sentimentos, parece que suas experiências se manifestam é no dorso do seu colo, e quase sempre, de vez em quando, tudo isso pesa. Mas não tem modo, não existe maneira que a faça ser diferente. E ainda, graças a Deus, ela é diferente. Algo que pesa e que tem o dom da leveza, algo que chora e que se manifesta em sorrisos, algo de forte, mas que se desmancha quando encontra a água." 
[Clarice Linspector]

"Eu não sou promíscua. Mas sou caleidoscópica: 
fascinam-me as minhas mutações 
faiscantes que aqui caleidoscopicamente registro."

[Clarice Linspector]

Foto: Scarlett Johansson

"Muita gente deve achá-la antipaticíssima, mas eu achei linda, profunda, estranha, perigosa. É impossível sentir-se à vontade perto dela, não porque sua presença seja desagradável, mas porque a gente pressente que ela está sempre sabendo exatamente o que se passa ao seu redor."

[Caio Fernando Abreu]

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

"Quinze anos atrás eu fiz uma escolha. E continuo fazendo-a todos os dias. Casamento é isso."

Precisamos continuar sempre a nos reinventar quase a cada minuto.
Porque o mundo pode mudar em um instante.
E não há tempo para olharmos para trás.
Às vezes as mudanças nos são forçadas.
Às vezes acontecem por acidente.
Temos que estar sempre inventando maneiras de nos concertar.
Por isso mudamos,
Nos adaptamos.
Criamos novas versões de nós mesmos.
Só precisamos ter certeza de que esta versão é melhor do que a última.

[Grey's Anatomy - 6ª temporada, episódio 14]

terça-feira, 11 de janeiro de 2011


“Ela é uma moça de poses delicadas, sorrisos discretos e olhar misterioso. 
Ela tem cara de menina mimada, um quê de esquisitice, uma sensibilidade de flor, um jeito encantado de ser, um toque de intuição e um tom de doçura.
Ela reflete lilás, um brilho de estrela, uma inquietude, uma solidão de artista e um ar sensato de cientista. Ela é intensa e tem mania  de sentir por  completo, de amar por completo e de ser por completo. Dentro dela tem um coração bobo,  que é  sempre capaz de amar e de acreditar outra vez. 
Ela tem  aquele gosto doce  de menina romântica e aquele gosto ácido de mulher moderna.



[Caio Fernando Abreu]


Foto: Blake Lively

"Não perca de vista que toda vez que você tiver a oportunidade de tocar a sua fragilidade, você só tem o direito de tocá-la se for com o desejo de superá-la. Somos homens e mulheres em processo de feitura. Nós não temos o direito de nos reduzir a um erro,a um limite que temos. Os limites fazem parte de mim, mas eu não sou os limites que eu tenho. Da mesma forma que eu não posso me reduzir ao meu passado. Eu não sou um homem do passado, eu sou um homem do presente, marcado por experiências passadas, mas pronto para recolher o novo da vida, agora, neste momento. Estamos falando dessa possibilidade que nós temos de ser uma casa espiritual, aquela que a gente não pode ver com os olhos, mas que nós podemos percebê-la com os olhos. Deus nos dá, todos os dias, a oportunidade de derrubar paredes, de jogar pelo chão aquilo que não nos agrada e começar tudo de novo, para que a gente possa ser uma casa bonita, não só aos nossos olhos, mas também agradável aos olhos daqueles que passam por nós." 

[Pe. Fabio de Melo]

"Ela é mais que um sorriso tímido de canto de boca,

dos que você sabe que ela soube o que você quis dizer.
Ela fala com o coração e sabe que amor não é qualquer um que consegue ter.
Ela é a sensibilidade de alguém que não entende o que veio fazer nessa vida,
mas vive."

[Caio Fernando Abreu]

Foto: Rebecca Vieira

domingo, 9 de janeiro de 2011

"O que é o amor pra você hoje?

 Liberdade na vida é ter um amor pra se prender.
A gente reclama muito da dependência, mas como é maravilhosa a dependência, confiar no outro, confiar no outro a ponto de não somente repartir a memória, mas repartir as fantasias. Confiar no outro a ponto de esquecer quem se foi assim que o outro esteja junto, é talvez chegar em casa e contar seu dia e só sentir que teve um dia quando a gente conta como foi. É como se o ouvido da outra pessoa fosse nossos olhos. Amar é uma confissão. Amar é justamente quando um sussurro funciona melhor que um grito. Amar é não ter vergonha de nossas dúvidas, é falar uma bobagem e ainda se sentir importante. É lavar louça e nunca estar sozinho. É arrumar a cama e nunca estar sozinho. É aquela vontade danada de andar de mãos dadas durante o dia e de pés dados durante a noite."

[Fabrício Carpinejar]
 
Foto: Ryan Gosling e Rachel McAdams in Diário de uma Paixão


"Quem trai seu amor por vaidade é um desconhecedor da liberdade, dessa imensa, indizível liberdade que traz um só amor."

[Vinícius de Morais]

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

"Eu tenho cada vez mais menos respostas, mas também tenho cada vez mais menos perguntas. Disso eu não duvido mais: tenho cada vez menos certezas. Quanto mais o tempo passa, eu fico menos à vontade para alimentar dores e com muito mais preguiça de sofrer. 
[...]
Coisas que já me importaram à beça já não me importam nem um pouco, enquanto aquilo que essencialmente sempre teve importância me importa, agora, com mais nitidez.
[...]
Para o ano novo, se eu conseguir ser nova, quero o sabor de saber, na prática, que somos feitos para a felicidade. Para a troca. Para a paz. Para a bondade. Para facilitarmos a existência uns dos outros. Para a coragem e a alegria de simplesmente ser. "
[Ana Jácomo]

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

"A mulher não deseja a resposta certa; não há resposta certa.
Deseja ser a resposta que o homem procura fora dela."

[Fabrício Carpinejar in “O Amor Esquece de Começar”]

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Sobre amizade

"Amigo, pra mim, é só isso: a pessoa com quem a gente gosta de conversar, do igual o igual, desarmado. O de que um tira prazer de estar próximo. Só isso, quase; e os todos sacrifícios. Ou amigo é que a gente seja, mas sem precisar de saber o por quê é que é."

[Guimarães Rosa]

Foto:  Blake Lively e Leighton Meester

domingo, 2 de janeiro de 2011

Em 2011

"...vai ter amor, vai ter fé, vai ter paz – se não tiver, a gente inventa."

[Caio Fernando Abreu]

;;
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sentimentos Soltos

Template by:
Free Blog Templates