sábado, 1 de março de 2008

Valsinha


Um dia ele chegou tão diferente do seu jeito de sempre chegar
Olhou-a dum jeito muito mais quente do que sempre costumava olhar
E não maldisse a vida tanto quanto era seu jeito de sempre falar
E nem deixou-a só num canto, pra seu grande espanto convidou-a pra rodar
E então ela se fez bonita como há muito tempo não queria ousar
Com seu vestido decotado cheirando a guardado de tanto esperar
Depois o dois deram-se os braços com há muito tempo não se usava dar
E cheios de ternura e graça foram para a praça e começaram a se abraçar
E ali dançaram tanta dança que a vizinhança toda despertou
E foi tanta felicidade que toda cidade enfim se iluminou
E foram tantos beijos loucos, tantos gritos roucos como não se ouvia mais
Que o mundo compreendeu
E o dia amanheceu
Em paz
(Vinícius de Moraes e Chico Buarque de Holanda)

Ah! Se isso acontecesse na vida de pessoas que precisam...Que sonham, que esperam. Ou como muitas, nem esperam mais.E que supresa seria...Sonhar com a doçura da vida é tão bom. E quando ela continua existindo, mesmo com problemas, mesmo com todos os defeitos do outro, mesmo exergando o outro como ele realmente é, sem personagens idealizados, um dia de doçura alimenta a alma. Todo relacionamente precisa disso...Um dia, só um dia perdido, um dia de amor, de paixão, de sensibilidade, de começo, uma novidade para a rotina dos dias, um alimento para aquela que pessoa sentir que continua importante, que você ainda a escolhe todos os dias, mesmo não dizendo, não lembrando, é ela e nada mais.

1 sentimentos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sentimentos Soltos

Template by:
Free Blog Templates