quarta-feira, 31 de março de 2010

O que sou


"Eu nunca fui uma moça bem-comportada. Pudera, nunca tive vocação pra alegria tímida, pra paixão sem orgasmos múltiplos ou pro amor mal resolvido sem soluços. Eu quero da vida o que ela tem de cru e de belo. (...) Sou dramática, intensa, transitória e tenho uma alegria em mim que quase me deixa exausta. Eu sei sorrir com os olhos e gargalhar com o corpo todo. Eu sei chorar toda encolhida abraçando as pernas. Por isso, não me venha com meios-termos, com mais ou menos ou qualquer coisa. Venha a mim com corpo, alma, vísceras, tripas e falta de ar.... Eu acredito é em suspiros, mãos massageando o peito ofegante de saudades intermináveis, em alegrias explosivas, em olhares faiscantes, em sorrisos com os olhos, em abraços que trazem pra vida da gente. Acredito em coisas sinceramente compartilhadas. Em gente que fala tocando no outro, de alguma forma, no toque mesmo, na voz, ou no conteúdo. Eu acredito em profundidades. E tenho medo de altura, mas não evito meus abismos. São eles que me dão a dimensão do que sou."

[Maria de Queiroz]

Contra a FALSA sinceridade

Não desejo que seja sincera. Você pode mentir. Você pode inventar. Você pode deixar de dizer. Não ficarei magoado.
Nunca ouvi coisa boa quando alguém foi sincero comigo.
Nunca ouvi uma declaração de amor. Uma declaração de fé.
Uma declaração de confiança.
Com a sinceridade, suportei despedidas, criticas e desaforos. Fui demitido ou avisado do fim do namoro. Não fui promovido, abençoado. Não me ressuscitaram com a sinceridade.
Não recebi pedido de casamento. Não me salvaram com a sinceridade. Não me resgataram com a sinceridade. Não tiveram pena, compaixão, compreensão com a sinceridade.
Ser sincero é uma condição que traz unicamente cobrança, ajuste, saldo.
‘’ Posso ser sincera? ‘’ É sinônimo de ‘’ agüente sem gritar’’.
Expressa arrogância. Sou contra a catarse de falar para ocupar o espaço.
Falar para exorcizar, para esvaziar a consciência. Dane-se a consciência!
Não me alivia falar. Não me alivia jogar para fora. Demoro-me porque pretendo jogar para dentro. Criar raízes nos seios.
Ser sincero é afastar, repelir, é maldade comportada.
Prefiro ódio selvagem a um ódio civilizado. Um ódio civilizado é rancor. É recalque. Recuso rancor. Recuso o que finge espontaneidade.
Essa franqueza não ensina, machuca. Essa franqueza debocha. Tiraniza.
Não seja sincera comigo. Não me faça sofrer em nome da honestidade. Esta nada tem a ver com isso.
Que me engane com promessas. Que me prometa o que não fará. Que me prometa, mesmo que não confie. Que me prometa como forma de começar a confiar.
Guarde um pouco de você para depois. Deixe-me idealizar.
Não me conte tudo. Deixe-me intuir. Não me conte tudo. Não estou exigindo que fale mal de mim pelas costas, mas que também não seja pela frente. Que tal de lado?
Falar o que se pensa não é falar o que se deseja. Não quero saber de transparência na relação. Não conheço alguém que tenha sido franco para proteger, para cuidar, para acariciar.
Desde quando se pede licença para bater? Não dou licença, não permito a sinceridade que seja violência, tiro os óculos apenas para beijar.
Não me diga o que pensa. Em sua sinceridade, não encontrarei opiniões agradáveis. O que vem à cabeça não é a cabeça.
Não seja sincera comigo. Pode ser sincera consigo, com os outros, com os pais, com os amigos; comigo não. Não pedi sinceridade, pedi amor.
O amor não esta nem ai para o que acreditamos e deixamos de acreditar. Ele acontece, apesar de nós.

[Fabrício Carpinejar]

Perguntas sem respostas


"Estou me repetindo, dizendo mil vezes a mesma coisa. No fundo, há só uma verdade: me sinto só. Talvez seja essa a causa dos meus males. Ou será o desconhecimento do que sou, como escrevi ontem? O que sei é que as coisas que preocupam podem ser resumidas em poucas palavras: Deus, solidão. E no fundo, o que existe sou eu. Como um grande ponto de interrogação sem resposta."


                                             [Caio Fernando Abreu in Limite Branco]

Inquieta


"...nada de exterior me acontece...
Mas, em mim, na minha alma, pressinto que vou ter um terremoto." 
[Mário Quintana]

Foto: Keira Knightley

terça-feira, 30 de março de 2010

Para nós

"A verdade não mora no que se diz, mas no como ele é dito. Ela não está na letra; está na música. Pouco importa que você esteja certo e que o outro seja o culpado. Os fatos não salvarão o seu amor. O que salva o amor é a música com que falamos..." 
[Rubem Alves]

Vivi uma situação hoje a tarde em que se encaixaria esse trecho do Rubem, mas ao contrário...pena que não segui o seu conselho ao pé da letra. Bem, em certos momentos são difíceis.

Foto: Jennifer Love Hewit e David Conrad como Melinda Gordon e Jim Clancy in Ghost Whisperer 

Intensa


Exagerada toda a vida: minhas paixões são ardentes; minhas dores de cotovelo, de querer morrer; louca do tipo desvairada; briguenta e tô de mal pra sempre; durmo treze horas seguidas; meus amigos são semi-irmãos; meus amores são sempre eternos e meus dramas, mexicanos!
[Clarice Lispector]

P.S. kkkkkkkkkkkkkkk, Meu Deus, o que vai ser de mim?

Não perca tempo

Você já falou "Eu te amo.", "Nunca quero viver sem você." ou "Você mudou minha vida."? Você falou? Faça um plano, tenho um objetivo, trabalhe para conseguir, e de vez em quando, olhe em volta e absorva. Porque é isso. Tudo pode desaparecer amanhã.

[Grey's Anatomy]

Sua ausência


Não gosto de perder as minhas coisas, você sabe.
E hoje, cercada pela sua ausência, procuro o que procurar.


Experimentando o desânimo da busca desiludida.


Pois, se um amor como aquele acaba dessa maneira, vale a pena encontrar um outro? 
Será inteligente apostar tanto de novo?


[Fernanda Young]

Do que nos pertenceu

hoje me desfiz dos meus bens
vendi o sofá cujo tecido desenhei
e a mesa de jantar onde fizemos planos

o quadro que fica atrás do bar
rifei junto com algumas quinquilharias
da época em que nos juntamos

a tevê e o aparelho de som
foram adquiridos pela vizinha
testemunha do quanto erramos

a cama doei para um asilo
sem olhar pra trás e lembrar
do que ali inventamos

aquele cinzeiro de cobre
foi de brinde com os cristais
e as plantas que não regamos

coube tudo num caminhão de mudança
até a dor que não soubemos curar
mas que um dia vamos

[Martha Medeiros]

O importante é viver

Sigo à risca. Me descuido e vou... Quebro a cara. Quebro o coração. Tropeço em mim. Me atolo nos cinco sentidos. Viver não é perigoso? Então, com sua licença!

[Guimarães Rosa]

Ah! O amor


o amor, esse sufoco
agora há pouco era muito
agora apenas um sopro

Ah! troço de louco
corações trocando rosas
e socos. 

[Paulo Lemiski]

Quando o amor acaba


Quando o amor acaba? Em qual momento, segundo, em qual dos beijos a gente já não era mais a gente? Entre qual filme eu deixei de gostar de você? Será que foi no momento em que o microondas apitou dizendo que a pipoca estava pronta? Será que aquela linha na escova de dentes marcando a hora de trocar foi quem ditou o nosso fim? Se apenas eu soubesse quando isso aconteceu. O que fez de nós dois estranhos, dois mortos que jantam? A gente presta atenção na conversa da mesa ao lado. Nossos beijos são burocráticos, nosso sorriso é carimbado por uma impressão de fim. Somos o casal da pizzaria de domingo, que senta um ao lado do outro com dois copos de chopp intocados. Eu tomo banho de porta fechada, você não me pede mais livros emprestados. Sua mania de morder os lábios agora me irrita. Você olha para mim do mesmo jeito que olha a cortadora de frios na padaria. Nossos planos de futuro soam como bobagens adolescentes. Eu não levanto mais cedo que você só para escovar os dentes e dar o primeiro beijo fresco da manhã.  E acho que ultimamente meu jornaleiro me conhece mais. Eu não vejo mais graça no que você fala, você não lê mais o que eu escrevo. Assim como um texto, de uma linha para outra, simplesmente acabou.

[Ana Reber]

Não me limito


"Não me prendo a nada que me defina. Sou companhia, mas posso ser solidão; tranquilidade e inconstância; pedra e coração. Sou abraços, sorrisos, ânimo, bom humor, sarcasmo, preguiça e sono. Música alta e silêncio. Serei o que você quiser, mas só quando eu quiser. Não me limito, não sou cruel comigo! Serei sempre apego pelo que vale a pena e desapego pelo que não quer valer... Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato. Ou toca, ou não toca".

[Clarice Lispector]

segunda-feira, 29 de março de 2010

TENHA MEDO DE FICAR PARADO.

[Provérbio Chinês]

Quantas coisas perdemos

Por MEDO de Perder.

[Paulo Coelho]

O outro lado



"Você pode desperdiçar sua vida construindo barreiras e fronteiras, ou então você pode viver ultrapassando-as. Mas há algumas que são perigosas demais para serem cruzadas. E aí vai o que eu sei: se você estiver disposto a se arriscar, a vista do outro lado é espetacular." 
[Grey's Anatomy]

Clarice entrevistando Neruda

Clarice: "Você já sofreu muito por amor?"

Neruda: "Estou disposto a sofrer mais." 

[Clarice in A descoberta do mundo]

Emoções a flor da pele



"Nada em mim é passivo. 
Tudo em mim fura, 
arrebenta, 
endurece, 
estoura na cara dos outros. 
Isso é ser mulher? 
Me diz!"
[Tati Bernardi]

Levante a cabeça e siga

"O grande desafio da gente, é a gente descobrir que a vida é sempre a experiência concreta, não dá pra fazer dela um ensaio e nem você tem o direito de fazer das pessoas que estão ao seu lado, o cenário da sua simulação. Não importa o tanto que você simulou, não importa o tanto que você usou de cenários, não importa o tempo em que você gastou naquilo que você não era, não importa o tempo em que você mentiu, não importa o tempo em que você perdeu, não importa aquilo que não foi concreto, tudo que não foi real na sua vida. O mais importante é a gente perceber que nós temos condições de ao invês de fazer cenários na nossa vida, a gente tem a possibilidade de construir mobílias concretas, porque só assim a gente vai ser feliz." [Pe. Fábio de Melo]

Isso é um pouco para todos nós, cada um sabe o que esconde de si mesmo, o que tem medo de encarar. Mas como Pe. Fábio fala, nós só conseguiremos serf elizes de verdade se encararmos nossas vidas de frente, de cabeça erguida e isso vale para as pessoas a nossa volta. Nada de ficar guardando rancores, mágoas...Adiando o que somos, simulando atitudes, não! Pule, arrisque, seja você mesmo, ame, viva. Aprenda com a sua derrota. Temos que ter coragem pra ser o que somos, pra ter ao nosso lado quem nos faz bem, sem inventar cenários, sem situações momentâneas, mas sim, amizades, amores, convivência, vida de verdade, com sentimentos reais, até onde durar. Eu quando ouvi isso a primeira vez, lembrei de uma amiga minha, ela tinha mania de não encarar a vida dela de frente...acabei me afastando dela, sei que ela viu os erros, mas será que mudou com eles,? Será que aprendeu? Espero ainda, um dia, ter a oportunidade de descobrir e ver a pessoa maravilhosa que ela sempre foi, que vivia escondendo-se, como se usasse uma máscara, que nunca trouxe nada de bom. Espero vê-la...Mostrando quem ela é, conquistando as pessoas pelo que ela sempre foi e não um modelo de personalidade formado de acordo com as conveniências da vida...Espero, com fé!

Se um dia o amor voltar

"Mais quem sabe um dia
Com o passar do tempo
Nas voltas do mundo
Na calma do vento
Esse amor, quem dera
Voltar como as flores
Noutra primavera."

[Roberto Carlos]

Apenas você


O sentimento do irreparável gelou-me de novo. E eu compreendi que não podia suportar a ideia de nunca mais escutar esse riso. Ele era para mim como uma fonte no deserto. Meu bem, eu quero ainda escutar o teu riso.
 [Antoine de Saint-Exupéry]

Amor que não acaba

"É um amor tal Fênix
que depois de uma queimada de mágoas
Renasce das próprias cinzas de amargura."
[Florbela Espanca]

Objetivos não cumpridos


"- E não pertence ao passado o que acontece neste mesmo instante? As pessoas superficiais são as únicas que têm necessidade de anos para desembaraçar-se de uma emoção. Um homem dono de si mesmo pode dar um fim a um desgosto com a mesma facilidade com que inventa um prazer. Não quero sentir-me a mercê das minhas emoções. Quero experimentá-las, gozá-las e dominá-las." 
[Oscar Wilde]

A melhor parte

"Tu és a folha de outono voante pelo jardim.
Deixo-te a minha saudade - a melhor parte de mim."

[Cecília Meireles]

Fragilidade

"Todos nós somos assim, frágeis, em circunstâncias que fogem ao nosso controle. São as tais ressalvas. A maioria delas provocada à força, quando somos revisitados pela mesma velha, humana e implacável sensação de abandono."

[Fernanda Young]

domingo, 28 de março de 2010

Um dia de cada vez


"Já não procuro a palavra exata que me pudesse explicar: ando pelos contornos onde todos os significados são sutís, são mortais. Não busco prender o momento belo: quero vivê-lo sempre mais com a intensidade que exige a vida, com o desgarramento do salto e da fulguração. E me corto ao meio e me solto de mim, duplo coração: a que vive, a que narra, a que se debate e a que voa .... na loucura que redime da lucidez."

[Lya Luft]

Viver de verdade


"Olha, faça um favor para mim, antes de tremer as pernas pelo inconquistável e apagar as luzes do mundo por um único brilho falso, olhe dentro de você e pergunte: estupidez, masoquismo ou medo de viver de verdade?"
 [Tati Bernardi]

Coragem pra viver

"Já que é preciso aceitar a vida, que seja então corajosamente."

[Rubem Alves]

sábado, 27 de março de 2010

O que quero e preciso


Dizem que a gente tem o que precisa. Não o que a gente quer. Tudo bem. Eu não preciso de muito. Eu não quero muito. Eu quero mais. Mais paz. Mais saúde. Mais dinheiro. Mais poesia. Mais verdade. Mais harmonia. Mais noites bem dormidas. Mais noites em claro. Mais eu. Mais você. Mais sorrisos, beijos e aquela rima grudada na boca. Eu quero Nós. Mais nós. Grudados. Enrolados. Amarrados. Jogados no tapete da sala. Nós que não atam nem desatam. Eu quero pouco e quero mais. Quero você. Quero eu.
Quero domingos de manhã. Quero cama desarrumada, lençol, café e travesseiro. Quero seu beijo. Quero seu cheiro. Quero aquele olhar que não cansa. O desejo que escorre pela boca e o minuto. No segundo seguinte: nada é muito quando é demais.
 
[Caio Fernando Abreu]

Foto: Orlando Bloom e Kirsten Dunst in Elizabethtown

sexta-feira, 26 de março de 2010

Veja bem, meu bem

"É o homem que eu amo, e isso lhe deveria servir.
Mas se não serve, se você dispensa
esse tipo de sentimento barato, fazer o quê?
Para mim agora é sofrimento localizado,
e demorado, admito, mas não vai durar tanto quanto é sua catástrofe emocional, que é pra sempre."

[Martha Medeiros in Tudo que eu queria te dizer]

A te esperar


"Sinto a falta dele como se me faltasse um dente na frente: excruciante.  
Que medo alegre, o de te esperar."

[Clarice Lispector]

Insubstituível

à esquerda
à esquerda

à esquerda
Tudo que é seu, na caixa à esquerda


[...]

Você não deve saber nada sobre mim
Você não deve saber nada sobre mim
Eu poderia arrumar outro como você num minuto
Na verdade, ele estará aqui num minuto, baby

Você não deve saber nada sobre mim
Você não deve saber nada sobre mim
Eu posso ter outro como você para amanhã
então, você, nem por um segundo, pense
que você é insubstituível.

[Beyoncé in Irreplaceable]

Vazio


Ando muito completo de vazios.
Meu órgão de morrer me predomina.
Estou sem eternidades.
Não posso mais saber quando amanheço ontem.
Está rengo de mim o amanhecer.
Ouço o tamanho oblíquo de uma folha.
Atrás do ocaso fervem os insetos.
Enfiei o que pude dentro de um grilo o meu destino.
Essas coisas me mudam para cisco.
A minha independência tem algemas. 

[Manoel de Barros]

Vou parar de pensar em você

NUNCA passa... Mas QUASE passa
                                                        Todos os dias.

[Tati Bernardi]

Foto: Drew Barrymore

Urgência emocional

Se tudo é para ontem, se a vida engata uma primeira  e sai em disparada,  se não há mais tempo para paradas estratégicas,
caímos fatalmente no vício  de querer que os amores sejam igualmente  resolvidos num átimo de segundo.  Temos pressa para ouvir "EU TE AMO",  não vemos a hora de que fiquem estabelecidas as regras de convívio:  somos namorados, ficantes, casados, amantes?

Urgência emocional. Uma cilada.  Associamos diversas palavras ao AMOR:  Paixão, romance, sexo, adrenalina, palpitação. Esquecemos, no entanto, da palavra  que viabiliza esse sentimento: PACIÊNCIA. 
Amor sem paciência não vinga.  Amor não pode ser mastigado e engolido com emergência,  com fome desesperada. 

É preciso degustar cada pedacinho do amor,  no que ele tem de amargo e de saboroso, no que ele tem de duro e de macio,
os nervos do amor, as gorduras do amor,  as proteínas do amor,  as propriedades todas que ele tem. É uma refeição que pode durar uma vida.

Mas não. Temos urgência.  Queremos a resposta dos e-mails ainda hoje,  queremos que o telefone toque sem parar,
queremos que ele se apaixone assim que souber nosso nome,  queremos que ela se renda logo após o primeiro beijo,  e não toleraremos recusas,  e não respeitaremos dúvidas,  e não abriremos espaço na agenda para esperar. 

Temos todo o tempo do mundo, dizem uns;  não há tempo a perder, dizem outros: a gente fica perdido no meio deste fogo cruzado,  atingidos por informações várias,  vivências diversas,  parece que todos sabem mais do que nós,  pobres de nós, que só queremos uma coisa nessa vida,  "Sermos Amados".

Podemos esperar por todo o resto:  emprego, dinheiro, sucesso,  mas não passaremos mais um dia sequer sozinhos... "Te adoro", dizemos sei lá pra quem,  para quem tiver ouvidos e souber responder. "Eu também", que a gente está mais a fim de acreditar do que de selecionar.  
"Urgência Emocional"  PRONTO-SOCORRO DO AMOR.  Atiramos para todos os lados  e somos baleados por qualquer um. E o coração leva um monte de pontos  por causa dessa tragédia:  "PRESSA".

 [Martha Medeiros]

P.S. Da época em que ela tinha uma coluna semanal no canal da Mulher do site Terra e eu lia e copiava (no lápis, a mão) pro caderno cada crônica.

Dor

A dor assume várias formas. Uma pontada, uma dorzinha, uma que vai e volta. Dores normais nós temos todos os dias. Mas existe aquela dor que não podemos ignorar. Uma dor tão grande que bloqueia tudo mais. Que faz o mundo desaparecer. Até que a única coisa que podemos pensar é como está doendo. Como lidamos com a dor é com a gente.
Dor.
Anestesiamos, aturamos, abraçamos, ignoramos. E para alguns de nós a melhor maneira de lidar com a dor é na marra.
Dor.
Você só tem de enfrentá-la. Esperar que vá embora por si mesma. Esperar que a ferida que a causou sare.
Não existem soluções, nem respostas fáceis. Você só respira fundo e espera até que passe. Na maioria das vezes a dor pode ser tratada, mas as vezes a dor te pega quando você menos espera. Te ataca de modo traiçoeiro e não te deixa. 
Dor.
Você só tem que lutar contra ela. Pois a verdade é que não é possível livrar-se dela. E mesmo que fosse, a vida sempre criaria mais.

[Grey's Anatomy]

Quando você for lembrança

"Quando o teu nome só me for lembrança, quando a lembrança já não for saudade, terei vencido o tempo e a mim também."
[Ronaldo Cunha Lima]

Escolhas

"Todos os dias Deus nos dá um momento em que é possível mudar tudo que nos deixa infelizes. O instante mágico é o momento em que um 'sim' ou um 'não' pode mudar toda a nossa trajetória."
[Paulo Coelho]

quinta-feira, 25 de março de 2010

Esperança


"Que a vida ensine que tão ou mais difícil do que ter razão, é saber tê-la.
Que o abraço abrace.
Que o perdão perdoe.
Que tudo vire verbo e verbe.
Verde.
Como a esperança.
Pois, do jeito que o mundo vai, dá vontade de apagar e começar tudo de novo..." 
[Artur da Távola]

Enganei-me com você

Me enganei com o brilho dos teus olhos. Era apenas o reflexo dos meus.
[Paulo Coelho]

Foto: Blake Lively e Chace Crawford in Gossip Girl, 3.11

quarta-feira, 24 de março de 2010

Pessoas que marcam

"A vida é cheia de pessoas que vão fazer você rir, chorar e se divertir até não aguentar mais ou pensar que vai explodir de alegria. Mas as que vão deixar marcas na sua alma são aquelas que vão fazer sua vida seguir em frente."

[Natalie Bernot]

Viva

"VIRE A PÁGINA!
Dê um PONTO FINAL nas coisas que te fazem mal!
A vida é um círculo, não um quadrado.
Tenha pressa de ser feliz, porque nós não sabemos quanto tempo nos resta."

[Pe. Fábio de Melo]

Nostalgia

Há dias em que eu desejaria voltar
não sei de onde,
simplesmente voltar,
de países que ficam lá onde o sol se esconde
de desejos que acenam da distância do mar...

Voltar
de qualquer lugar...

[...]

Há dias assim
em que eu desejaria voltar... voltar
como quem vem do fim
para participar...


[J. G. de araújo Jorge in Um lenço]

terça-feira, 23 de março de 2010

Sempre eu mesma


Revendo assim rapidamente
nossa história inacabada
fica um mal-estar
uma coisa meio deprimente
parece que nada aconteceu
de importante
e no entanto foi bom pra nós dois
e antes do depois teve muito durante

[Martha Medeiros in Poesia Reunida]

Foto: Sarah Jessica Parker in Sex and the City, ep: 10

Incompreendida

"Tristeza eu tenho porque muitas das coisas que moram na minha alma não podem ser comunicadas. Por mais que eu diga e explique, quem ouve não entende."

[Rubem Alves in O amor que acende a lua]

Foto: Sandra Bullock 

P.S liguem não...Tô na fase da TPM, humor horrível, sensiblidade 100% exagerada...SORRY!

Escolhas x Destino


"Nós fazemos nossa própria sorte, então, chamamos de destino. E qual melhor desculpa para escolher um caminho do que insistir que é nosso destino?
Mas no fim, temos que conviver com nossas escolhas. 
Não importa quem esteja à nossa volta."
[Gossip Girl. Ep: 3.12]

Dúvidas

"Muitos grilos agindo, muita dúvida, umas voltas de insegurança.
Faz tempo ando transferindo uma porção de providência - como é que a gente faz pra se manter sempre alerta?
Eu não agüento tanta atividade física e mental". 

[Caio Fernando Abreu - Essencial década de 70 - Correspondência a Vera]

segunda-feira, 22 de março de 2010

Coração Sonhador


"Voa coração. Ou então arde."
[Eugénio de Andrade]

Foto: Claire Danes in Romeo e Julieta

domingo, 21 de março de 2010

Bom dia, boa semana

"Nascemos todo dia quando nasce o sol, começa hoje mesmo a vida que te resta."
[Rubem Alves]

sábado, 20 de março de 2010

Não tenha medo

"Não tenha medo da quantidade absurda de carinho que eu quero te fazer.
Nem de eu ser assim e falar tudo na lata. Nem de eu não fazer charme quando simplesmente não tem como fazer. Nem de eu te beijar como se a gente tivesse acabado de descobrir o beijo. Nem de eu ter ido dormir com dor na alma o fim de semana inteiro por não saber o quanto posso te tocar. Não tenha medo de eu ser assim tão agora. Nem desse meu agora ser do tamanho do mundo!"

[Tari Bernardi]

Foto: Mischa Bartone Gregory Smith in Um amor para toda vida

O nosso mundo


Que importa o mundo e as ilusões defuntas?...
Que importa o mundo seus orgulhos vãos?...

O mundo, Amor?... As nossas bocas juntas!..
.[Florbela Espanca]

;;
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sentimentos Soltos

Template by:
Free Blog Templates